Facebook Blog Twitter YouTube Downloads Colabore
em destaque >>
01/05/2013

Entrevista na Revista BHNews

Programa Revista BHNews Angélica Hodge entrevista Antonio Rocha Miranda e Lauer Araújo, Presidente e Vice-presidente da ABRACEW. ( Reportagem exibida em 12/03/2013)

0 comentário

ler mais...
18/08/2012

Elogio ao Homicídio

Público torna-se cúmplice dos assassinos quando finge repulsão perante violência na mídia A literatura e o cinema já lançaram provocações veementes sobre a relação entre o apetite do público pelo macabro e a alegre disposição da mídia em saciá-lo. O escritor inglês Thomas de Quincey (1785-1859) escandalizou a Inglaterra

0 comentário

ler mais...
última notícia >>

Quem são os responsáveis pela violência cada vez maior no Brasil?

whod cópia

Este assunto, da máxima importância, deveria estar na ordem prioritária das discussões dos segmentos mais responsáveis do país, já que influencia de forma direta o futuro de todos nós, incluindo as gerações futuras.

A Historiadora Valéria Fernandes da Silva, comentou  artigo de Renata Pallottini publicado pela Folha de São Paulo e, após tecer preliminares, manifesta posição que, a nosso juízo, reflete clareza e sensatez na abordagem, levando-nos também a refletir sobre a influência desses programas na formação das crianças e jovens. Leia mais…

última notícia >>

Câncer de mama é assunto de homem?

saude

Nós apoiamos uma televisão que se preocupa com o bem estar coletivo, como o exibido pela TVE da Bahia – também em libras -, alertando sobre a ocorrência de câncer de mama também em homens, e que ora compartilhamos neste vídeo. Leia mais…

última notícia >>

Campanha do bem em outdoors de São Paulo

city

Por que não houve continuidade?

 

Em 2006, foi espalhado pela cidade de São Paulo outdoors com as seguintes frases:

‎”Crie filhos em vez de herdeiros.”

“Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para tomar um sorvete.”

“Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela.”

“Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma para quem você ama.”

“Para cada almoço de negócios, faça um jantar à luz de velas.”

“Por que as semanas demoram tanto e os anos passam tão rapidinho?”

“Quantas reuniões foram mesmo esta semana? Reúna os amigos.”

“Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam pausas…”

“…e quem sabe assim você seja promovido a melhor ( amigo / pai / mãe / filho / filha / namorada / namorado / marido / esposa / irmão / irmã.. etc.) do mundo!”

“Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos.”

 

Campanha publicitária do Citibank

última notícia >>

Art. 221 da Constituição Federal de 88

cachorro

Constituição Federal de 1988

Art. 221. A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão aos seguintes princípios:
            I - preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas;
            II – promoção da cultura nacional e regional e estímulo à produção independente que objetive sua divulgação;
            III - regionalização da produção cultural, artística e jornalística, conforme percentuais estabelecidos em lei;
            IV - respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família.

última notícia >>

Extrema violência na televisão

O que a mídia está ensinando às nossas crianças? Qual a consequência mesmo para os adultos?

Habitações de muitas famílias com apenas quarto e sala, sem alternativa,  as crianças acabam assistindo cenas como as do vídeo, sem falar que durante o dia são  bombardeadas por noticias violentas nos telejornais e escandalosas chamadas de programas a serem exibidos em horário de outras faixas etárias.

O mal para os adultos se reflete na banalização da violência, falta de solidariedade, indiferença no trato diário com seres próximos, como se o apresentado fosse o normal.

VOCÊ PODE MODIFICAR ESTA ANOMALIA QUE DETERIORA O AMBIENTE PSICOSSOCIAL EM QUE VIVEMOS.

GRAVE CENAS CHOCANTES, ANOTE OS PATROCINADORES E NOS ENVIE: contato@brasilsemviolencianamidia.org.br.

última notícia >>

A liberdade de comunicação não é absoluta

fot

O Ministério Público Federal (MPF), por intermédio da procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Adriana da Silva Fernandes, ajuizou na segunda-feira (1/12), na Vara Cível da 1ª Subseção Judiciária de São Paulo, uma Ação Civil Pública (ACP) contra a Rede TV!, em função da cobertura “jornalística” do seqüestro de Santo André (ver, neste Observatório, “As lições do caso Santo André“).

Duas foram as razões básicas apresentadas: primeiro que, embora já tivesse sido advertida, a concessionária exibiu, sem autorização judicial, no dia 15 de outubro, entrevista “ao vivo” com a adolescente Eloá Cristina Pimentel, que estava sendo mantida refém pelo ex-namorado, transformando-a, junto com o seqüestrador, numa das atrações principais do programa A Tarde é Sua; e, segundo, que analisado o conteúdo da entrevista, verificou-se que a RedeTV! cometeu ato abusivo, explorando, durante quase uma hora, a situação em que se encontravam as adolescentes Eloá, sua amiga Nayara e Lindemberg Alves, ex-namorado da primeira, interferindo, indevidamente, em investigação policial em curso. Leia mais…

última notícia >>

Crianças, televisão e telejornais

menisjss

Sozinhas ou acompanhadas, as crianças assistem aos principais telejornais brasileiros. Diante deles, o público infantil tem acesso a uma variedade de informações, contextos e realidades nem sempre de fácil compreensão. Nos últimos dias, nem se fala. Os noticiários de TV – locais e nacionais – se dedicaram a cobrir a violência que tomou conta da cidade do Rio de Janeiro. Ônibus e carros incendiados. Carros de guerra. Policiais, militares, bandidos e população numa guerra urbana. Infelizmente, uma realidade vivida – ao vivo e a cores – por muitas crianças. Por outras, assistida pela tela da TV.

Trata-se de informação e não há como – nem poderia – censurá-la. Mas – se fosse possível – será que as crianças realmente precisariam acompanhar estas coberturas jornalísticas? Em que medida tamanha exposição favorece o entendimento dos fatos? Quais consequências isto pode gerar? Leia mais…

última notícia >>

Menina de 9 anos coloca CEO do McDonald’s na parede

Questionamentos sobre cardápio voltam à baila em um momento em que a rede de fast food luta para associar suas ofertas a um conceito mais saudável. Leia mais…

última notícia >>

Onde e quando a paz venceu a luta contra a violência

Não há no planeta um país onde a violência tenha sido combatida com mais inteligência coletiva e encarada como desafio pela sociedade tal o tamanho de sua escalada e, paradoxalmente, causando mais dores e ódio, do que os Estados Unidos. Entre as décadas de 20 e 70 do século 20, portanto durante 50 anos sucessivos, a sociedade norte-americana conviveu com uma onda de crimes tão bárbaros a ponto de o Estado ter reagido, em várias regiões e não em todo o país, com a prisão perpétua e pena de morte em cadeiras elétricas cujas cenas eram exibidas pela televisão na hora da janta como se fosse um filme de humor. Leia mais…

última notícia >>

Facebook aumentará supervisão de páginas que promovem violência

Páginas da rede social promoviam violência contra a mulher.

Grupos feministas boicotaram anúncios publicitários no site.

O Facebook reconheceu nesta quarta-feira (29) sua falta de supervisão sobre conteúdos que promovem a violência contra a mulher na rede social e prometeu soluções em resposta a um boicote publicitário promovido por grupos feministas. Leia mais…

1 2 3 4